Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

VALOR REAL

Notas de um Perito e Avaliador de Artigos com Metais Preciosos e Materiais Gemologicos. Os meus estudos, investigações e avaliações sobre algumas das minhas paixões: ourivesaria, numismática, pedras preciosas, ...

Replicas perfeitas!

12.06.15 | Carlos Tavares

 

11080303_10152841919994094_183393816041693539_o.jp

 

A descoberta de jazidas de pedras preciosas no Brasil (Século XVIII), mais concretamente nas regiões da Minas Gerais, Bahia e Mato Grosso, veio permitir um aumento da quantidade de diamantes e outras pedras de cor, a preços mais baixos, disponíveis para o fabrico de jóias.

Muitos foram os que desbravaram terreno na procura de fortuna acabando, também, por encontrar pedras preciosas até ai desconhecidas tornando as jóias da época muito mais criativas com a utilização de pedras de cor como água marinha, espinela, cristal de rocha, granada, e outras.

Estas novas pedras preciosas associadas ao aparecimento de uma nova clientela -  uma nova burguesia fluorescente e ansiosa em mostrar-se - foram factores fundamentais para que se criassem um elevado número jóias em ouro e prata com pedras preciosas.

Foi uma época importante da joalharia "Luso-Brasileira".Criativa com formas e técnicas inovadoras (novas lapidações) e com pedras preciosas nunca utilizadas até então, tais como as famosas "Minas Novas" (topázios, cristal de rocha, crisólita, crisoberilo, ...).

Chegaram até à actualidade muitas dessas jóias tão apreciadas e que atingem preços surpreendentes nos mercados de jóias de segunda mão assim como em leilões de leiloeiras conceituadas.

Com o chegar do século XX foram muitos os ourives joalheiros que se inspiram nestas jóias únicas e  executaram muitos alfinetes, pares de brincos, anéis e muitos mais adereços usando desenhos e formas do século XVIII e XIX mas com pedras imitações (produtos artificiais que pelo seu aspecto, cor, ou efeito especial simulam determinadas gemas,vidro plástico e resina, ...) com objectivos por vezes mal intencionados, como fazer passar jóias de produção recente por jóias com mais de 200 anos.

Na imagem podemos ver um exemplo de um alfinete em prata cravado com imitações (vidros) fabricado no século XX que pretende simular um alfinete com "Minas Novas" da época rica da joalharia "Luso-Brasileira".

Uma bonita jóia de fabrico recente que não pode ser valorizada como uma antiguidade.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.